Notícias

TJRJ realiza live sobre conscientização e prevenção ao câncer de próstata

Novembro é o mês da campanha de prevenção ao câncer de próstata. Conhecida como Novembro Azul, a iniciativa, que tem objetivo alertar os homens sobre a importância de se fazer um diagnóstico cedo para detectar a doença, também chegou ao Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Nesta sexta-feira (27/11), uma live promovida pela Diretoria-Geral de Gestão de Pessoas (DGPES), levou informações  importantes  sobre o tema ao público interno do TJRJ.    Apresentada pelo diretor da Diretoria-Geral de Gestão de Pessoas (DGPES), Gabriel Albuquerque Pinto, a live trouxe aos participantes a vivência e experiência do  médico urologista Raphael Rocha, responsável pela implementação do método de cirurgia robótica no Hospital Samaritano.   Durante o evento, o urologista esclareceu sobre os sintomas do câncer de próstata, apresentando os principais fatores de risco da doença, como idade avançada (acima de 65 anos). Grupo racial e histórico familiar são os principais fatores que não dependem da atitude do homem. O médico ressaltou que pessoas com histórico familiar da doença e negros precisam realizar os exames aos 45 anos de idade, cinco anos antes dos demais, por possuírem quatro vezes mais chances de desenvolverem a doença.   E não por acaso é importante ficar atento aos sinais, pois a doença tem alta taxa de cura se for detectada nos estágios iniciais. No Brasil, segundo a estimativa do INCA (Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva), instituição especializada ligada ao Ministério da Saúde, serão diagnosticados cerca de 65.000 casos novos da doença para cada ano do triênio 2020-2022.   De acordo com o médico, embora não exista uma receita para prevenir o câncer de próstata  justamente por estar associado a fatores genéticos, ter uma vida saudável pode auxiliar no tratamento da doença:   - Não há prevenção do câncer de próstata, você vai ter ou não vai ter de acordo com a sua predisposição genética de ter aquilo. Mas existem fatores ambientais que podem te ajudar de forma global, como por exemplo, não engordar, fazer atividade física, ter uma alimentação saudável. Dessa forma você se ajuda de diversos aspectos. Não engordar vai te ajudar a enfrentar a doença, pois se você tiver câncer de próstata e estiver acima do peso, ele tende a ser mais agressivo - alertou.  Muitos homens deixam de fazer esse prognóstico precoce por preconceito. E só vão procurar o médico quando o câncer já está num estágio avançando e num processo difícil de cura. Na avaliação do urologista, o exame do toque retal, considerado um tabu entre os homens, é fundamental para a obtenção de um diagnóstico mais preciso em relação à doença:    - Os homens devem procurar o médico para realização dos exames a partir dos 50 anos. Aqueles que se encontram no grupo com fatores de risco devem procurar a partir dos 45 anos. O toque retal, apesar da resistência da maioria dos homens, é um exame fundamental para o diagnóstico. Por isso, é preciso conversar com o paciente, para que ele entenda a importância do exame na prevenção da doença - ressaltou o Dr. Raphael Rocha, que também esclareceu as dúvidas dos participantes.    Aos servidores que se integraram ao evento foram concedidas horas de atividade de capacitação pela Escola de Administração Judiciária (Esaj).      Entendendo a doença   A próstata é uma glândula do sistema genital masculino que pesa em torno de 20 gramas e tem formato parecido com uma castanha. Está localizada abaixo da bexiga e sua principal função é produzir um líquido que se mistura aos espermatozoides produzidos nos testículos e também a outro líquido que vem das vesículas seminais para formar o sêmen.   O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais frequente entre os homens no Brasil, atrás apenas dos tumores de pele. É mais comum em homens com mais de 50 anos de idade e, por isso, é importante fazer exames regularmente a partir desta idade para identificar precocemente problemas na próstata.   O tratamento do câncer de próstata é feito com cirurgia para remover o tumor, sendo necessário, em alguns casos, remover a próstata toda. Outras formas de tratamento que podem ser usadas juntamente com a cirurgia são a radioterapia e o tratamento com hormônios, para diminuir o tumor e reduzir o risco de a doença voltar. Além disso, mesmo após o câncer ter sido curado, é importante fazer exames regulares para identificar precocemente caso o tumor reapareça.   A campanha Novembro Azul surgiu na Austrália, em 2003, durante as comemorações do Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, realizado em 17 de novembro. No Brasil, a campanha foi iniciada pelo Instituto Lado a Lado Pela Vida e pela Sociedade Brasileira de Urologia e hoje envolve atividades em diversas instituições e entidades em todo o País.    Assista à integra da live aqui. MM/FS     
27/11/2020 (00:00)

Contate-nos

Praça Mahatma Gandhi,  02 -  Gr. 1018
-  Centro
 -  Rio de Janeiro / RJ
-  CEP: 20031-100
+55 (21) 2532-6772
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia