Notícias

TRT/RJ PRESTA HOMENAGEM A 50 PERSONALIDADES COM A COMENDA DA ORDEM DO MÉRITO JUDICIÁRIO DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

O Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT/RJ) homenageou com a insígnia da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho da 1ª Região, na noite de sexta-feira (8/11), 50 personalidades que se destacaram por suas atividades em prol da Justiça do Trabalho ou prestaram relevantes serviços à cultura jurídica, em especial ao TRT/RJ. O local escolhido para sediar a solenidade foi o Palácio Guanabara, localizado no bairro Laranjeiras, cedido pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro. A lista dos homenageados foi aprovada pelo Órgão Especial do Regional fluminense em sessão ordinária realizada em setembro de 2019, a partir das indicações feitas pelos desembargadores. Veja fotos da solenidade no álbum do TRT/RJ no Flickr (em atualização). Um dos homenageados com a comenda no grau Grã-Cruz, o governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson José Witzel, revelou seu orgulho em receber o reconhecimento do TRT/RJ, já que ele considera a Justiça do Trabalho importante para a democracia do país. “A homenagem do TRT/RJ é para mim o coroamento de uma carreira jurídica que me permitiu, durante 17 anos, servir à Justiça Federal. Aqui no Governo do Estado continuo fazendo justiça, mas é uma justiça diferenciada, preventiva. No Poder Judiciário, atingimos os problemas depois que eles acontecem. No Poder Executivo, evitamos que os problemas aconteçam. E a Justiça do Trabalho é extremamente importante para o Brasil e para a proteção do trabalhador. Nós precisamos, cada vez mais, de uma Justiça que seja ativa na mediação de conflitos, que previna os problemas das relações de trabalho, que continue atuando na defesa das pessoas hipossuficientes, especialmente nos casos de escravidão, onde as pessoas mais precisam da Justiça. Eu sempre me manifestei no sentido de que a Justiça do Trabalho é importante para a democracia do país”, declarou. Outra autoridade que recebeu a comenda no grau Grã-Cruz, o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, ressaltou a importância do papel social da Justiça do Trabalho. “A JT é a justiça mais social que nós temos, que cuida das pessoas mais necessitadas, que garante a dignidade do trabalhador. Ela é de importância fundamental para o país. Ser homenageado por uma justiça desse quilate, com esse sucesso, principalmente por um tribunal com o prestígio do TRT/RJ, é motivo para me sentir honrado e feliz”, afirmou. À esquerda, o presidente do TRT/RJ, desembargador José da Fonseca Martins Junior, entrega a comenda ao governador do RJ, Wilson Witzel. À direita, o governador do RJ, Wilson Witzel, o presidente do TRT/RJ, desembargador José da Fonseca Martins Junior, e o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha O presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF 2), desembargador Reis Friede, ressaltou a importância da solenidade para reforçar a união das justiças que compõem o Poder Judiciário brasileiro. “É uma honra muito grande receber esta homenagem do TRT/RJ. O Poder Judiciário, embora seja ramificado, não é desunido. A homenagem é importante também para mostrar para a nossa sociedade que o Poder Judiciário é único e unido, apesar de suas competências e ramificações”, explicou. O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ/RJ), desembargador Claudio de Mello Tavares, revelou que sua vocação para a magistratura foi descoberta quando trabalhava no TRT/RJ: “Fiquei muito feliz de receber esta homenagem porque fui assessor jurídico do TRT/RJ durante seis anos e exercer esta função despertou em mim a vontade de ser magistrado. A JT pra mim é fundamental, também para a sociedade e para os jurisdicionados. Hoje, o TRT/RJ é paradigma para o país inteiro. Receber esta medalha é como voltar à casa onde aprendi muito. É um reconhecimento ao meu trabalho e me traz muita alegria. Só tenho a agradecer aos autores desta homenagem”. A vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Rio de Janeiro (OAB/RJ), Ana Tereza Basílio, declarou que a homenagem recebida por ela é, na verdade, para todos os advogados. “Para a advocacia, para a sociedade e para o país, a Justiça do Trabalho é relevantíssima, pois tem uma propensão muito grande à proteção social. Temos um grande número de colegas atuando na Justiça do Trabalho e receber uma homenagem da JT me honra muito. Porém, eu recebo esta medalha em nome dos advogados, que são os verdadeiros homenageados. Estou aqui representando a advocacia”, destacou. À esquerda, a corregedora do TRT/RJ, desembargadora Mery Bucker Caminha, ao lado do presidente do TJ/RJ, desembargador Claudio de Mello Tavares. À direita, a desembargadora do TRT/RJ Maria das Graças Cabral Viegas Paranhos ao lado da vice-presidente da OAB/RJ, Ana Tereza Basílio A mão de obra do TRT/RJ foi representada por diversos servidores que foram homenageados, além de representantes dos terceirizados e  dos estagiários que atuam no Tribunal. Entre eles, a servidora Cleyde Guerra de Alencar, que é diretora de Secretaria da 10ª Turma, e a estagiária de Direito do gabinete da desembargadora Ana Maria Soares de Moraes, Mariana de Souza, que receberam a comenda da Ordem do Mérito Judiciário grau Comendador. "É uma honra receber a Comenda, me sinto realizada! É a certeza de que a trajetória profissional valeu a pena, fruto de muito trabalho e dedicação. Ingressei no TRT/RJ em 1993, mas já nutria um sentimento especial pela instituição. Minha mãe, servidora aposentada, exerceu o cargo de diretora de secretaria de pessoal e, até hoje, é lembrada com muito carinho. Fui diretora de vara por 23 anos. Em 2017, assumi o cargo de diretora de secretaria da 10a Turma, e quero aproveitar para agradecer, de coração, todos os servidores que fizeram parte dessa minha trajetória”, resumiu a servidora Cleyde Guerra de Alencar. Já para a estudante do 10º período de Direito da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Mariana de Souza, “receber esta homenagem do TRT/RJ é um divisor de águas. Sempre fui apaixonada pelo Direito do Trabalho e fazer estágio no Regional fluminense foi muito especial, especialmente no gabinete da desembargadora Ana, que é uma 'mãezona' pra mim. Eu não esperava receber esta homenagem, esse presente. Pra mim é uma honra muito grande carregar esta comenda no meu peito”. À esquerda, a desembargadora do TRT/RJ Rosana Salim Villela Travesedo com a servidora Cleyde Guerra de Alencar. À direita, a desembargadora do TRT/RJ Ana Maria Soares de Moraes e a estagiária Mariana de Souza SOBRE A ORDEM DO MÉRITO JUDICIÁRIO Instituída no ano de 2004, a Ordem do Mérito Judiciário do TRT/RJ tem como finalidade homenagear cidadãos que se destacaram em suas respectivas áreas de atuação. São membros natos da Ordem do Mérito Judiciário do Tribunal os desembargadores do Regional fluminense e o procurador-chefe da Procuradoria Regional do Trabalho da 1ª Região, no grau Grão-Colar. Além disso, integra a Ordem, também como membro nato, no grau Comendador, o servidor do Tribunal que exerce a função de Secretário do Tribunal Pleno. Já os cidadãos que forem agraciados com a medalha, em qualquer grau, passam a compor a Ordem do Mérito Judiciário em dois quadros distintos: o ordinário, que possui efetivo limitado e é composto pelos brasileiros natos ou naturalizados; e o especial, que é ilimitado e composto pelas personalidades agraciadas que passarem à inatividade ou que concluírem seus mandatos, assim como os homenageados post mortem . A medalha concedida pela Ordem do Mérito Judiciário é constituída por quatro graus: Grão-Colar, Grã-Cruz, Grande Oficial e Comendador, cada um deles simbolizado por insígnias distintas.  
11/11/2019 (00:00)

Contate-nos

Praça Mahatma Gandhi,  02 -  Gr. 1018
-  Centro
 -  Rio de Janeiro / RJ
-  CEP: 20031-100
+55 (21) 2532-6772
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia